gorongosa

Parceiros


Parcerias da EFAO


Enquadramento
A EFAO, no âmbito da sua política geral e do seu quadro de cooperação, promove a criação de três plataformas:

Plataforma Social                | cria uma rede social
Plataforma Solidária           | cria uma rede de solidariedade
Plataforma de Cooperação | cria uma rede profissional

As plataformas, ao agregarem pessoas, empresas, e instituições, pretendem globalmente capacitar a EFAO colaborando no domínio do saber fazer e do reunir meios e recursos.
Por outro lado, ambas concorrem à difusão e partilha dos conhecimentos e dos saberes, e, de um modo geral, da cultura.


A Plataforma Social
A plataforma social consiste na agregação de membros e no desenvolvimento de uma rede social de comunicação e interação:


EFAO SOCIAL | rede de comunicação e fórum

Substancial a esta rede está a criação de uma bolsa de voluntários, e de um universo de conteúdos na forma, também, de testemunhos, conducentes à criação de uma abrangente base de dados:


BOLSA DE VOLUNTÁRIOS | recursos humanos
EFAOPEDIA                         | enciclopedia


A Plataforma Solidária
A plataforma solidária consiste na agregação de pessoas que concorrem para a promoção do comércio justo e do comércio solidário.

O comércio justo é tomado como a atividade comercial que serve dotar os produtores e os consumidores finais de bens e serviços a um preço justo, não especulativo ou desviante, contribuindo, subsidiariamente, não só para o incremento das atividades económicas de base, fora da lógica do lucro fácil e artificial, mas também para o financiamento de programas e projetos operacionais sobre os vários objetivos gerais da EFAO e pelas mais variadas áreas de intervenção.

Esta forma de atividade é universalmente designada de fair trade. O fair trade é, assim, um movimento social organizado de abordagem ao mercado, que pretende ajudar os produtores nos países em vias de desenvolvimento promovendo a sua sustentabilidade pelo facilitar de melhores condições comerciais.


O comércio solidário é tomado como a atividade comercial que tem como objetivo a ajuda ao financiamento de causas humanitárias, ou outras, a que os produtores e os consumidores se associam num movimento de solidariedade coletiva, alocando o produto da venda – usualmente tomado como o lucro apurado – nos respetivos programas ou projetos operacionais especificamente dirigidos, ou na constituição de fundos financeiros para provimento de situações emergentes.

A Plataforma de Cooperação
A EFAO promove uma ampla plataforma de cooperação para o desenvolvimento convidando vários parceiros a agregarem-se profissionalmente.


Esta plataforma tem por fim a criação de uma base orgânica de reunião de recursos – humanos e materiais, financeiros e logísticos - na consolidação de uma melhor forma de cooperação, tornando-a mais eficiente e funcional.


A par disso, esta plataforma promove o desenvolvimento integrado das partes envolvidas, pelas sinergias desenvolvidas na reciprocidade e transversalidade de ações, nos mais diversos projetos e programas operacionais, contribuindo para a geração de mais riqueza, de mais desenvolvimento, e, consequentemente, de mais progresso e prosperidade.


Contudo, é fundamental entender que um dos objetivos da EFAO é vincular ao exercício de todas as partes a partilha de ideais, valores e princípios de atuação. Coletivamente consubstanciam uma ética para a cooperação, e contribuem para a formulação de melhores formas de atuação e para a difusão de uma cultura para o desenvolvimento.


Por outro lado, a forma organizada das parcerias constituídas permite criar e aumentar um fator de escala, garantindo que muitos dos parceiros de menor dimensão possam agregar-se num todo coletivo, possibilitando uma ampliação das suas atividades no domínio nacional e internacional.

A EFAO e os ODM – Objetivos do Milénio
A EFAO ao promover um quadro de cooperação alinha-se e contribui para um dos objetivos de desenvolvimento do milénio (UNDP – www.undp.org ):


Objetivo 8: Desenvolver uma parceria global para o desenvolvimento.